31 janeiro 2009

Mode: Edit #47

Fotogramas escolhidos a dedo. Puras coincidências... ou talvez não.

Imagens de filmes e recordações cinéfilas.

Perfect Blue (Satoshi Kon, 1998)

Photobucket
Photobucket

Requiem For a Dream (Darren Aronofsky, 2000)

Photobucket
Photobucket

Também inspirado por Perfect Blue...

21 Grams (Alejandro González Iñárritu, 2003)

Photobucket
Photobucket

E, quem sabe, a inspirar todos eles...

Trois couleurs: Bleu (Krzysztof Kieslowski, 1993)

Photobucket

9 comentários:

Sam disse...

Caro Wasted,

as coincidências entre PERFECT BLUE e REQUIEM FOR A DREAM não são totalmente casuais:

«Darren Aronofsky owns the American filming rights to this movie, which he purchased for $59,000, just so he could film the now infamous "bath scene" with Jennifer Connelly.», em http://www.imdb.com/title/tt0156887/trivia.

Um convite à nossa curiosidade e pesquisa? :)

Cumps. cinéfilos.

wasted blues disse...

Sam: "coincidências ou talvez não"... o "talvez não" inclui as homenagens e as não casualidades ;)

O pior é que deve andar por aí muita gente a achar que o Aronofsky só tem ideias originais :S

wasted blues disse...

E é cara ;)

Ursdens disse...

Quanto mais o tempo passa mais me apercebo que ninguém tem ideias originais... Meio mundo iludido...

No dia de ano novo falava-me um amigo sobre as leis que existem nos Estados Unidos relativamente aos direitos de autor. Ele anda-se a especializar na matéria (direito e cinema). Eu francamente não entendo nada disso, mas, por entre 3 ou 4 copos, diz-me a memória que eles (os americanos) já têm uma solução em que podem usar direitos de autor pagando uma indemnização prévia, sem que para tal seja sequer exigido o consentimento do autor...

Não sei se me enganou, até porque ele também já estava enredado em "3 ou 4 copos". Mas acredito que não...

Salvem-nos os filmes, originais ou não...

Cumprimentos cinéfilos! :)

wasted blues disse...

Também conheço pouco sobre leis de direitos de autor, especialmente nos Estados Unidos. Mas o pouco que contas assusta. Quanto à originalidade, é certo que é difícil, mas pode/deve haver um esforço para leituras próprias.

Thanatos disse...

Impressionante! Dos melhores Mode: Edit que já vi.

wasted blues disse...

Obrigado!

Peter Gunn disse...

Muito bom este Mode: Edit!!!

Esta conversa sobre a originalidade por trás da cena que o Aronofsky rodou baseado no Perfect Blue faz-me lembrar outras conversas que também acusam outros bons realizadores como por ex o Tarantino de só copiar ideias e não conseguirem ser originais... Mas se isso realmente é assim, se realmente existe tanto plágio descarado porque é que não existem mais Darren Aronosfky ou Quentin Tarantino por ai a fazer bom cinema (acho que isto está comprovado por todos)... alguma coisa eles devem saber fazer de original para nós os termos em tão elevado patamar ou não?...

Por isso não me importo nada de copiarem ideias se no final for para ter filmes maravilhos como é o caso!

Cumprimentos

menina limão disse...

muito bom este edit*