27 novembro 2007

Speechless Hollywood

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Se clicarem na imagem acima, encontram links para múltiplos vídeos que fazem parte da campanha Speechless.

Criada por George Hickenlooper e por Alan Sereboff, estes pequenos vídeos mostram vários actores de Hollywood que estão solidários com os argumentistas em greve. É a primeira vez que actores deste calibre aceitam participar em vídeos que são realizados exclusivamente para a Internet.

O talento pertence a Sean Penn, Holly Hunter, Laura Linney, Alan Cumming, Jay Leno, Harvey Keitel, Kate Beckinsale, Tina Fey, Tim Robbins, Gary Marshall, David Schwimmer, Patricia Clarkson, James Franco, Julia Louis-Dreyfuss, Martin Sheen, Josh Brolin, Susan Sarandon, Andre 3000, Chazz Palminteri, Jason Bateman, Christine Lahti, Patricia Arquette, Jenna Elfman, Olivia Wilde, Richard Benjamin, Paula Prentiss, Eva Longoria, Justine Bateman, Joshua Jackson, Rosanna Arquette, Diane Ladd, Rebecca Romjin, Minnie Driver, Nicollette Sheridan, Robert Patrick, Matthew Perry, Ed Asner, e America Ferrera e o elenco de Ugly Betty. Também podem vir a aparecer vídeos com Woody Allen, Maggie Gyllenhaal, Jane Fonda, Marisa Tomei, Ethan Hawke, Jason Alexander, Charlize Therone, Minnie Driver, Philip Seymour Hoffman, entre outros.

Podem ir seguindo os desenvolvimentos em http://speechlesswithoutwriters.com/

3 comentários:

bbrown disse...

Muito bem imaginada, esta campanha, mas continuo a achar que o WGA sobrestima a importância que tem, principalmente no que diz respeito ao cinema.

Cataclismo Cerebral disse...

Acho que esta campanha é fundamental para a consciencialização do trabalho dos argumentistas, cuja importância muitas vezes é relegada para 2º plano. Que inúmeros artistas (de grande calibre, como bem referiste) se queiram juntar a esta causa significa que existe uma situação injusta que tem de ser revista urgentemente...

wasted blues disse...

Não creio que o WGA esteja a sobrestimar o seu poder. Anos e anos de remakes e caminhos fáceis é que levaram a uma subvalorização.