03 outubro 2007

Eject

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Foi desta.

Este fim-de-semana deitei fora praticamente todo o VHS que existia cá por casa.

Sobreviveram meia dúzia de cassetes, raridades ainda não editadas em DVD.

E vocês? O VHS ainda perdura por aí ou a nostalgia do magnético já não vos diz nada?

22 comentários:

H. disse...

por aqui ainda perduram uns quantos vhs ;)

esquilo disse...

é desta que vou meter o bedelho...porque há muito que sou atenta espectadora!

que fazer com tantos VHS que adoro?
há por aí um bom conselho?

p.s.esta imagem de ontem é absolutamente aterradora!

Paulo disse...

Curiosamente, o meu vídeo deixou de funcionar praticamente na mesma altura em que comprei o meu primeiro leitor de DVD. Confesso que os primeiros tempos foram duros, porque também tinha uma bem razoável colecção de VHS que via e revia. Hoje em dia, porém, admito que não sinto tanto a sua falta: a qualidade DVD é melhor, e com os formatos de imagem dos filmes geralmente respeitados.

Perdi foi o habito de gravar coisas da TV :-(

dermot disse...

Mas deitaste mesmo fora?
Podias tê-las dado aos serviços de oncologia, por exemplo, que eles estão sempre a precisar. Ou então aguardar pelas promoções da FNAC :P

As minhas continuam guardadinhas :)

Daniel Pereira disse...

Já raramente gravo (tem que ser algo que deseje muito), mas ainda tenho à volta de 50 filmes em VHS que nunca vi. Em uso corrente portanto.

Simão disse...

Eu ainda tenho algumas coisas em VHS, para além das festas da escola é claro!

Tenho dois filmes do Chaplin e não me canso de os ver, pelo menos uma vez por ano - Modern Times e o City Lights - ambos gravados pelo meu pai há uma carrada de anos.

Abraço

Nothingman disse...

Ainda tenho +- 50 VHS. Estão na casa dos meus pais e por lá vão ficar mais uns anitos.

wasted blues disse...

Helena: por aqui também ficaram uns (muito poucos) mas a "limpeza" começou quando descobri que o vídeo já não funciona... deve ter sido a falta de uso :P

esquilo: ora bem-vinda à voz activa! :) Eu fui substituindo aos poucos os filmes pelo DVD - é um formato muito melhor para coleccionadores ;)

Paulo: pois, quando vi que o meu vídeo tinha deixado mesmo de funcionar, resolvi fazer a reciclagem cá por casa. Só o espaço que ganhei já valeu a pena e a maioria dos filmes que deitei fora já os tenho em DVD! Mas também sinto saudades do ritual de gravar da TV, quando fazia uma listinha de filmes :)

dermot: calma ;) as k7s que deitei fora eram coisas gravadas da tv. Guardei algumas (poucas), que tinha originais, para dar.

Daniel: eu ainda ando a decidir se vale a pena arranjar o vídeo ou não! ;)

Simão: tens esses 2 filmes do Chaplin em excelentes edições de DVD ;)

wasted blues disse...

Nottingham: assim é batota, um dos problemas com o vhs é o espaço que ocupam :P

Carapaus com Chantilly disse...

perdura e de que maneira. Uma estante cheia! Provavelmente perto de 1500 Vhs recheadas de filmes... mas algum dia terei de me livrar delas... isto porque já não tenho vídeo...:(

Ursdens disse...

Deitar fora cassetes vhs é um crime do qual ainda te arrependerás um dia destes...

As minhas estão bem guardadas, até fiz umas estantes à medida e tudo... eheh! :)

zarolho disse...

Apesar de tudo custa deitar fora! Fiquei apenas com as edições que n existem em dvd. As outras fui aproveitando campanhas de trocas como as que a Fnac tem feito!

Cataclismo Cerebral disse...

Tenho uma colecção brutal de vhs muito bem acondicionados e muitos deles são filmes que ainda não estão editados em dvd. Como sou muito nostálgico, nem tão cedo me vou livrar do equipamento obsoleto :)

allen disse...

Blues,

Se continua. Ainda a semana passada partiu-se uma fita do Godard e nem assim fui capaz de a deitar fora.
Anda a deitar fitas fora? Olhe que lhe dou a minha morada ctt e ainda lhe pago os gastos de envio.
Não se faz...

1abraço.

wasted blues disse...

Carapaus: 1500!! Eu não tinha tantas, xiça :D

Ursdens: não ;) até porque mantive algumas. Por exemplo, um pack de 3 k7s originais do Kubrick com slipcase de cartão. Foi a minha mãe que me deu a caixa há muitos anos e apesar de ter os filmes em DVD, sou incapaz de deitar estes VHS fora ;)

zarolho: as que deitei fora eram todas gravadas da TV. As originais ou dei ou vou dar.

Cataclismo: também sou uma nostálgica, não me entendam mal. Mas ter uma série de k7s com os mesmos filmes que já tenho em DVD era só espaço ocupado. E com o vídeo avariado...

allen: já foi praticamente tudo...

Alan Smithee disse...

As minhas também não deito fora por nada deste mundo. Isso não se faz Wasted :P

Gonçalo Trindade disse...

Ainda tenho por aqui muitos VHS... simplesmente sou tao nostálgico que não me consigo livrar deles :P. E ainda existem filmes que são mais fáceis de encontrar em VHS do que em DVD.

wasted blues disse...

Alan: qual era a lógica de manter filmes gravados, a perder qualidade, alguns com intervalos com o meio... quando tenho os DVD? ;)

Gonçalo: a minha nostalgia fez com que algumas k7s resistissem. Também ainda tenho algumas k7s de música :D

Lua Obscura disse...

Bem, deixei ficar as VHS em casa dos meus pais e sempre que vou lá olho-as atentamente. Creio não ser capaz de me desfazer delas.

Ricardo disse...

Nunca aderi muito ao VHS visto que o Pan&Scan dava cabo da minha paciência e a rápida degradação da fita fazia com que sentisse que não estava a comprar nada colecionável, por assim dizer. Ainda investi um pouco no mercado estrangeiro com o advento da internet, já que algumas edições lá por fora mantinham o aspect ratio correcto. Quando mudei de casa mandei tudo para o lixo porque não tenho genes de esquilo. Se guardasse todos os livros, discos e filmes, sem de vez em quando fazer um inventário e abate precisava já de duas garagens por minha conta.

Miguel Marujo disse...

a minha Mãe queixa-se de uma certa gaveta lá por casa... onde devem existir umas 50... e há raridades, sim (o Decálogo). mas também é nostalgia/preguiça: já nem leitor tenho...

wasted blues disse...

Lua: na casa dos pais é batota eheh :P

Ricardo: tive o meu 1º vídeo aos 9/10 anos, não ligava propriamente nessa altura à qualidade do formato :P Mais a sério, foram raras as k7s originais que comprei, era quase tudo gravado.

Miguel: ai a nostalgia que nos "obriga" a guardar tanta coisa :)