26 julho 2007

Aimee

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

E foi de pura magia.

A voz que nos habituámos a ouvir em histórias cantadas, em versos de vidas. A postura em palco. A simpatia que não soa forçada. A inteligência de não tentar falar português só para agradar. Um sorriso que parece estranho porque ela costuma soar triste, melancólica.

Não ouvi Mr. Harris, mas tive Momentum - a minha música preferida de Magnolia. Foi uma bela surpresa, pois não costuma fazer parte do repertório. E também um belo «momentum» de desarmante naturalidade quando todos se enganam ao fim dos primeiros versos. Aimee ri e lembra o público que a música não estava bem ensaiada.

1... 2... 3... 4... começam os acordes de novo.

Dois encores. Volta mais vezes!

PS - Basta clicar na fotografia para ver Momentum! Obrigado à Helena pelas fotografias e ao Nuno pelo vídeo!

9 comentários:

Nuno Pires disse...

Sim, pura magia. A playlist dificilmente podia ser mais perfeita como esta! Red Vines, How am I different, quase todo Magnolia, duas novas canções!
Mais para o ano? Espero...

H. disse...

palavra-chave: magia... absolutamente...

Luís Alves disse...

Red Vines e Save Me são as minhas favoritas. Uma grande senhora da musica mundial e uma grande ajuda na magia de Magnólia

João Ricardo Branco disse...

O concerto foi realmente magnífico!!

E quanto ao mais, posso dizer que eu e alguns dos meus colegas de blogue, lançando mão de um conjunto de complexos e avançadíssimos cálculos, pensamos ter conseguido identificar-te no meio da multidão ;)

wasted blues disse...

Nuno: será sempre bem-vinda! :)

Helena: tu ainda tiveste direito a mais magia :D

Luís: são duas músicas belíssimas, aliás toda a BSO é something else!

João: hummm, que cálculos são esses? :D

Miguel Marujo disse...

Ah, que delícia ler-te. Depois da azia com que fiquei a ler a crónica do Público (não, não fui ao concerto, mas ao ler o artigo de JB percebi que era a típica crónica de escárnio e maldizer só para ser do contra), nada como te ler para perceber que houve magia.

[Não fui por causa de trabalho, C., mil vezes bilhetes esgotados...]

wasted blues disse...

Miguel: não li a crítica, mas não fico surpreendida com o que dizes...

Quanto aos bilhetes, que estranho! É que havia vários lugares vazios na zona da plateia! Mas deixa, ela gostou tanto que vai voltar de certeza :)

João Ricardo Branco disse...

Basicamente usámos um avançado software de reconhecimento e detecção visual, vulgo Olhar Humano, temperado por uma razoável capacidade de associação ;) Mas se estavas vestida com uma t-shirt azul escura e te sentaste lá para a frente, nas filas da esquerda, na cadeira da ponta direita, então os nossos cálculos foram bem sucedidos ;)

wasted blues disse...

Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh! :P eheh