10 maio 2007

Entre aspas

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

O enredo não interessava de todo.

Tudo o que tentávamos fazer era que todas as cenas entretivessem.

Não conseguia seguir a história.

Vi um pouco na televisão noutro dia e ouvi algumas coisas que [Bogart] dizia e fiquei completamente baralhado.

Howard Hawks sobre The Big Sleep... no livro de cabeceira do momento: Film Noir da Taschen

5 comentários:

Me disse...

:D

Calvin disse...

É verdade. Não se percebe nada. :oD Menos enredo e mais Bacall. :o)

wasted blues disse...

É verdade, sim... mas ter o prórpio realizador a admiti-lo é genial! :P

Hobbes disse...

Pois.. não se percebe nada... claro, claro... se formos ver os making of's de hoje em dia: "ele sabe tão bem o que quer..." "percebe tanto do que faz"... Quem nos dera que se fizessem mais filmes onde não se percebe nada, mas onde se sente tudo.

S.B. disse...

eu acho que um dos encantos do filme é isso mesmo: a certa altura já ninguém consegue perceber nada da narrativa mas continuamos achá-lo belo. Na minha opinião é um filme de diálogos e esses são muito bons ;)