17 janeiro 2007

ScO-Op

Photobucket - Video and Image Hosting

Woody Allen é conhecido por gostar de mudar de registo. Por isso, depois da negra história de crime e castigo de Match Point, o cineasta regressou ao universo da comédia. Mesmo assim, em Scoop, ou furo jornalístico em português, Woody volta a encontrar Londres e, claro, Scarlett Johansson. Diz-se até que o realizador escreveu o argumento só para a actriz, embora continue a recusar a ideia de uma nova musa. Woody diz apenas que Scarlett é uma excelente intérprete, uma pessoa maravilhosa e... mais uns quantos adjectivos.

Em Scoop, Scarlett é Sondra Pransky, nova-iorquina e estudante de jornalismo em férias na capital britânica. Uma noite, num espectáculo de magia do fabuloso Splendini, nem mais nem menos, do que o próprio Woody no primeiro regresso ao ecrã desde 2003, Scarlett é escolhida para o truque de desaparecimento. No entanto, durante o truque, o espírito de um grande jornalista de investigação aparece e dá-lhe o dito scoop.

A jovem não tarda em recrutar Splendini para parceiro de investigação e é o início de muitas confusões para descobrir se, de facto, as informações vindas do além são verdadeiras. De acordo com o defunto jornalista, o aristocrata, rico e famoso Peter Lyman, interpretado por Hugh Jackman, é também o famoso assassino das cartas de tarot que tem aterrorizado Londres. O primeiro passo na investigação é conhecer o suspeito. A dupla improvável depressa arranja um esquema para chegar à alta-roda londrina e começam as mentiras. Sondra torna-se Jane Spencer, Splendini o seu pai, mas depressa a jovem confunde a investigação, ao deixar-se seduzir pelo charmoso aristocrata. Acreditem... as peripécias ainda mal começaram.

Scoop é uma comédia de enganos, repleta de fantasia e um toque de mistério, bem à medida de Woody Allen. O filme está pontuado por inúmeros pormenores e as típicas neuroses do conhecido realizador de Manhattan.

16 comentários:

Nuno Pires disse...

As últimas comédias de Woody desiludiram-me um pouco, e "Match Point" foi uma surpresa enorme. Tinha esperanças que continuasse nesse rumo... Mas espero gostar deste "Scoop"! Para jé, só ver Woody actor, tenho a certeza que vai ser um prazer ;)

Knoxville disse...

Os mais cépticos não irão gostar deste Scoop. É um filme de descompressão total de Allen, sem grandes preocupações, mas que conta com alguns momentos absolutamente hilariantes. Eu gostei bastante mesmo. Levezinho, sem grandes pretensões e muito bem humorado. E Allen como actor, uma delícia. Cumprimentos Wasted.

wasted blues disse...

Mesmo quando não faz grandes filmes, Woody consegue sempre bons momentos e piadas memoráveis. Aliás, das comédias recentes só não gostei mesmo nada de 'Hollywood Ending'.

Este 'Scoop' é uma delíocia non-sense que me fez dar autênticas gargalhadas. Eu adorei!

p.e. disse...

ainda não vi mas é bom de certeza: é do Woody A., e tem a Scarlett; e o que eu gosto da Scarlett, deuses... :)

gonn1000 disse...

Pela descrição parece bom. Vê lá, não nos leves ao engano :P

o habitante disse...

Viva Woody & Scarlett e Woody, outra vez. E Scarlett :-)

wasted blues disse...

Não quero levar ninguém ao engano, mas o filme é mesmo uma delícia :)

Ursdens disse...

Concordo que este é um filme de descompressão em Allen...
É a tal coisa, há uma certa ironia em Allen que vale sempre a pena..., mas daí a que o filme seja uma delícia vai uma distância muito grande... No que diz respeito à comédia, delícia é o "Vigaristas de bairro" ou o "hollywood ending"...

Cá para mim o velhote anda mesmo a delirar com a Scarlett e aquilo tolda-lhe as ideias... :P

Cumprimentos!

wasted blues disse...

Opiniões... eu até acho o 'Vigaristas de Bairro' divertido, embora apenas razoável, mas não gostei mesmo nada de 'Hollywood Ending'.

Já este 'Scoop' é, para mim, uma verdadeira delícia, sem tirar nem pôr ;)

H. disse...

Um Woody é sempre bom :) Este Scoop é bastante agradável mas devo admitir que não é dos mais inspirados dele dos últimos anos (e atenção que eu gosto muito de alguns dos seus últimos filmes menos considerados, como o Small Time Crooks ou o genial e incompreendido Melinda & Melinda)... Mas vale sem dúvida a ida ao cinema. Woody é Woody... sempre!

Hugo Alves disse...

Confesso que me soube a muito pouco este Scoop. Tirando La Scarlett, que é o melhor que por lá anda.

gustavosampaio disse...

ainda que em versão "light", não é, também, uma história de "crime e castigo"?

woody, actor, está em grande forma!

wasted blues disse...

H. - está, sem dúvida, atrás de 'Match Point' ou 'Anything Else' e até de 'Melinda' (este terei de rever). Mas, para mim, é muito melhor que 'Hollywood Ending', 'Small Time Crooks' ou 'The Curse of Jade Scorpion', para referir os últimos filmes de Woody.

Hugo - heresia :P É um filme cheio de bom humor, feito com inteligência. Diz-me lá quantos filmes viste recentemente em que os termos humor e inteligência possam ser utilizados na mesma frase ;)

gustavo - de certa forma sim, mas sem o negrume e a profundidade de um 'Match Point' ;)

gonn1000 disse...

É divertido, pouco mais, embora também não seja muito ambicioso. Nem todos podem ser "Match Points", este é pouco mais do que mediano mas ainda assim vale a pena.

Nuno Pires disse...

Woody rrrrrules!

CP disse...

Será muito mau que ainda tenha como filme preferido do W.Allen o "Public Enemy nb. 1"?