23 novembro 2006

Philippe Noiret

Photobucket - Video and Image Hosting

O cinema volta a estar de luto, depois da morte de Robert Altman.

O actor Philippe Noiret faleceu hoje, vítima de cancro. De origem francesa, conheceu o sucesso em todo o mundo quando interpretou o projeccionista Alfredo de Nuovo Cinema Paradiso e o conhecido poeta chileno Pablo Neruda em Il Postino.

Participou em mais de 100 filmes e em dezenas de peças de teatro. Venceu também dois Césares de interpretação. O primeiro em 1976, em Le vieux fusil, de Robert Enriço, e em 1990, com La vie e rien d'autre, de Bertrand Tavernier. Tinha 76 anos.

AFP 2 - 23-11-2006 19:13:00 - France-cinéma-décès

URGENT Décès de l'acteur français Philippe Noiret

8 comentários:

Hugo Alves disse...

De facto, tem sido dias absolutamente para esquecer. :(

Pelo menos não vou esqucer que foi graças a Noiret que aprendi o que era uma metáfora e a como amar o Cinema...

Thanatos disse...

Vou deixar de cá vir. Isto mais parece um obituário e acabo deprimido. :(

wasted blues disse...

Hugo - odeio ter este tipo de posts, mas não podia deixar em branco...

Thanatos - até qualquer dia :P

Mafalda Azevedo disse...

Cara Wasted,

Que notícia verdadeiramente triste… Era um dos meus actores preferidos.

Aproveito a oportunidade para dar os parabéns a este blog e à responsável pelo mesmo. Discreto, pertinente, divertido, inteligente… Dia após dia, este Wasted tornou-se numa das minhas companhias diárias.

Cumprimentos cinéfilos.

wasted blues disse...

Oh Mafalda! Isto não se faz... fiquei sem jeito ;)

Obrigado, cara amiga, pelos teus elogios! Devo dizer que são naturalmente retribuídos, pois o Mise en Abyme (grande nome) é paragem obrigatória desde que o descobri!

Hugo Alves disse...

Está visto. Tenho de apresentar as meninas uma à outra... :-)

wasted blues disse...

Hugo, já agora, também conheces o Eric Bana? :P

Lua Obscura disse...

E deixou-nos dois grandes papéis para ver, rever e recordar, precisamente os que referiste Alfredo em Nuovo Cinema Paradiso e Pablo Neruda em Il Postino.