10 novembro 2006

Jane Austen

Photobucket - Video and Image Hosting

Eu gosto de ler Jane Austen. E antes que me apelidem de romântica incurável, admito que sofro de romantismo... mas não em demasia.

Em Jane Austen gosto dos enganos e desenganos, trocadilhos e mal-entendidos. De como tudo acaba bem. De imaginar aqueles tempos. Das suas heróinas destemidas e cheias de personalidade. Gosto do hábito da correspondência de cartas. Dos segredos e frases poéticas. Gosto especialmente da forma como, através de episódios e do dito romantismo, Jane Austen nos dá retratos impecáveis da época em que viveu. Daqueles usos e costumes, regras e hábitos.

No cinema, Jane Austen não tem sido mal tratada. Se há filmes menos bons, como é o caso de Emma, também os há fabulosos, como Sense and Sensibility, pela mão de Ang Lee. Mas como são inúmeras as adaptações, tanto no cinema como na televisão, não faz sentido aqui inumerá-las.

Aproveito antes para deixar aqui a novidade que me levou a abordar Jane Austen à partida. Um livro intitulado The Jane Austen Book Club, de Karen Joy Fowler, está a ser adaptado ao cinema. Não conhecia o livro, mas a ideia parece, no mínimo, interessante - cinco mulheres e um homem formam um clube para debater as obras de Jane Austen e começam a constatar que as suas relações, novas e antigas, são como versões modernas dos livros da autora. Seis pessoas, tantas quantas as obras de Jane Austen.

O filme está a ser realizado por Robin Swicord e tem no elenco algumas estrelas, como Maria Bello, Lynn Redgrave ou Kathy Baker. As filmagens decorrem durante este mês e Dezembro, por isso, enquanto o filme não chega... vou ali comprar o livro!

17 comentários:

Nuno Pires disse...

O projecto parece-me bastante interessante! E, apesar de não gostar muito do romântismo Jane Austeniano, está-me a apetecer ler este livro a mim também ;)

wasted blues disse...

Que livros leste? Ou que filmes viste?

Ou é só pré-conceito? ;)

Nuno Pires disse...

Não li nenhum, minha amiga... Tive a minha dose de romantismo com os filmes que vi: "Emma" e "Sense and senbility" ... sem contar alguns que se inspiram no ambiente austeniano ("Les Deux Anglaises et le continent" por exemplo) ou então que mostram rodagens de filmes austenianos ("Notting Hill")...

wasted blues disse...

Amanhã levo-te um livro :P

Romantismos em demasia não, mas q.b. sabe sempre bem eheeh ;)

Thanatos disse...

A menina não conhecia Karen Joy Fowler porque não liga nenhuma à verdadeira literatura de Fantasia e de Ficção Científica. É bem feito porque assim vai desconhecendo dezenas de bons autores. Se calhar nem sabe que o vencedor deste ano do World Fantasy Award foi um japonês, Haruki Murakami, com Kafka on the Shore, já por cá publicado e que vale bem a pena ler.

Quanto ao romantismo... não me pronuncio.

o habitante disse...

Sim, mas qb.
E absolutamente vivido.

wasted blues disse...

Thanatos - E o menino ainda não sabe que faz parte da vida ir aprendendo, conhecendo, descobrindo? Essa é a tua área de eleição, não é a minha ;) Quanto ao romantismo, se te pronunciasses, caía o Carmo e a Trindade? Hum... talvez :P

habitante - Nem mais! ;)

Hugo Alves disse...

Jane Austen não é bem a minha praia. Mas, de qualquer modo, sou capaz de arriscar a leitura deste livro (convém não negar à partida uma ciência que se desconhece...)

ketty, filme couture disse...

Bom dia,

gostávamos de anunciar no vosso blog o Workshop de Vídeo ministrado pelo realizador Edgar Pêra, que acontecerá durante o Festival de Cinema Ibérico Hola Lisboa, de 16 a 20 de Novembro de 2006. Dois alunos do workshop serão premiados com bolsas de formação com a duração de seis meses, na ESCAC, em Barcelona. Inscrições abertas. Mais info: www.holalisboa.com

ketty, filme couture disse...

Bom dia,

gostávamos de anunciar no vosso blog o Workshop de Vídeo ministrado pelo realizador Edgar Pêra, que acontecerá durante o Festival de Cinema Ibérico Hola Lisboa, de 16 a 20 de Novembro de 2006. Dois alunos do workshop serão premiados com bolsas de formação com a duração de seis meses, na ESCAC, em Barcelona. Inscrições abertas. Mais info: www.holalisboa.com

alan smithee disse...

Não gosto muito da Jane Austen. Já do Haruki Murakami (referido pelo Thanatos) gosto mesmo muito.

Uma vez deste-me a conhecer Shepard, agora revelo-te alguns dos meus tesouros. O já mencionado "Kafka a Beira Mar" de Murakami, "Um bom Homem é difícil de Encontrar" de Flannery O'Connor
e "O Mar" de John Banville.
No que concerne a literatura, estas são as minhas três pérolas de 2006 .

wasted blues disse...

Naturalmente reconheço que Jane Austen tem um universo que diz mais às mulheres. Mas, mesmo eu sendo uma, não a colocaria entre os meus escritores de referência. No entanto, não lhe nego a qualidade e um cariz muito pessoal.

Quanto às tuas sugestões, Alan, há edições portuguesas?

alan smithee disse...

São todas elas edições portuguesas:
"Kafka a Beira Mar" de Murakami - Casa das Letras
"Um bom Homem é difícil de Encontrar" de Flannery O'Connor - Cavalo de Ferro
"O Mar" de John Banville - Asa

wasted blues disse...

Obrigado! :)

magarça disse...

Já li quase todos os livros da Jane Austen, gosto do universo romântico que aqui tão bem descreves. De todas as adaptações, a melhor é sem dúvida a série da BBC, "Orgulho e Preconceito".

Nuno Pires disse...

Do Haruki Murakami, li "Chroniques de l'oiseau à ressort" (título original: Nejimaki-dori kuronikuru). Absolutamente genial. É um grande ecritor contemporâneo. Não sei se tem muitos livros traduzidos em português... mas em francês sim :)

wasted blues disse...

magarça - Dos 6 não li 2, mas conheço as histórias porque vi os filmes. Também gosto muito da série da BBC! Apenas não a referi porque só queria referir filmes :)

Já agora, bem-vinda ao wasted blues! Gostei de descobrir o teu blog e vou adicioná-lo aos meus goodfellas ;)

Nuno - tenho de ir à Fnac procurar ;)