23 agosto 2006

United 93

Photobucket - Video and Image Hosting

Quando United 93 estreou, em finais de Abril, nos Estados Unidos, a pergunta que se fazia era "Não será cedo demais?". Paul Greengrass, o realizador, respondeu quando apresentou, em Maio, o filme no Festival de Cannes. Se é cedo demais para o cinema... então também seria demasiado cedo para a televisão, jornais e livros.

A 11 de Setembro de 2001, quatro voos foram desviados. Todos atingiram o alvo, menos um. O filme conta, em tom de documentário ficcionado, a história do avião que não alcançou o alvo em Washington, provavelmente a Casa Branca. Filmado de câmara ao ombro, United 93 faz o espectador sentir-se como testemunha privilegiada do desenrolar dos acontecimentos. Ora segue aleatoriamente as conversas dos passageiros no avião... Ora segue o crescer da tensão nas torres de controlo, que juntam as peças do puzzle.

Quando o avião é tomado pelos terroristas, é altura de tentar reescrever a história. Entre deixar o avião seguir o curso, seguindo o exemplo dos outros três voos desviados e tentar tomar de novo a posse do avião para evitar o pior... Foi essa escolha dos passageiros e da tripulação que fez a diferença do voo United 93.

Paul Greengrass consegue, em United 93, um filme que não se perde nem fervores nacionalistas nem na exploração das emoções de uma ferida que, para muitos, continua aberta e sensível. O filme de Greengrass é sóbrio, quase seco... mas de uma tal força emocional que, surgindo em crescendo, nos deixa completamente em suspenso, quase imobilizados.

O filme foi realizado com total colaboração das famílias das vítimas e parte das receitas de United 93 reverteram para o memorial do United 93, na Pensilvânia. O primeiro filme a levar ao cinema os acontecimentos de 11 de Setembro de 2001 estreia por cá esta quinta-feira e, a 21 de Setembro, é seguido por Oliver Stone. World Trade Center, do realizador, foi o segundo filme sobre os atentados e conta a história de dois polícias que arriscaram a própria vida para salvar outras.

10 comentários:

Francisco Mendes disse...

Se realmente é como dizes e não existem floreados nacionalistas, então contem comigo na sala. É o filme que pretendo ver este fim-de-semana. A ver se arranjo uma vaga...

wasted blues disse...

Eu não o senti. Aliás, a própria união dos passageiros contra os terroristas é retratada como fruto do desespero, pessoas comuns em acções pouco pensadas e até atrapalhadas e não como os grandes heróis americanos que o Governo norte-americano quis dar a parecer na altura. Serão heróis sim, mas pessoas comuns desesperadas em primeiro lugar.

Thanatos disse...

"dois polícias que arriscaram a própria vida "

Vá lá estes ao menos arriscam as próprias vidas, pior é aqueles que arriscam as dos outros.

Vi ainda ontem o trailer (vinha "pegado" ao Inside Man) e sinceramente não fosse o facto de ser uma história verídica não passaria de mais um thrillerzito banal. Mas claro, posso estar a ser injusto avaliando o todo pela parte.

wasted blues disse...

Já te vi ser mais construtivo nos comentários. A frase está em bom português, mesmo para picuinhas :P

Viste o trailer de qual - 'World Trade Center' ou 'United 93' (o português não deu para perceber).

Quanto aos trailers, só me causam boas ou más impressões, e não julgamentos.

Por fim... :P

Thanatos disse...

Por acaso vi os dois trailers mas referia-me no comentário vertente ao do United 93.

E onde estava eu a ser picuinhas? Penso apenas que se não referisse parte do teu post o meu comentário pareceria caído do céu. Evidentemente que está bem escrito e nem isso estava em questão portanto alisa lá as penas eriçadas que ninguém aqui pôs em causa o teu bom desempenho gramatico-ortografico-linguístico.

E :P para ti também.

gonn1000 disse...

O realziador não me entusiasma, mas a força do tema vai levar-me a ver o filme assim que possa.

wasted blues disse...

Thanatos, :D

Gonn, antes de ir ver o filme tive de ir ao imdb, porque nem estava a ver quem era o Paul Greengrass...

Dora disse...

Hoje 5ª feira, dia de estreias, cá em Str puderam 2 comédias românticas!! Realmente, films bons é mentira!
Estou deserta para ver este United 93, mas muito mais para o World Trade Center.

Dora disse...

Vi o trailer de ambos e gostei muito porque é uma temática que adoro.

(Nota-se bem pelos meus comentários que não sou nada picuinhas!!)

pe disse...

ora aqui está um bom "artigo"...
:-)
um filme a ver. obrigado.