06 julho 2006

Vermelho

Photobucket - Video and Image Hosting

Vermelho. Nunca nada foi tão vermelho como o vestido de Bette Davis em Jezebel. Tão vermelho que muitos juram que se lembram do vestido apesar do filme ser... a preto e branco. Tão vermelho que o vestido verdadeiro era, na realidade, preto.

A história do vestido baseou-se num episódio real, protagonizado por Norma Shearer, nessa altura considerada a Sra. MGM, devido ao sucesso da sua relação com o estúdio de cinema. Num "white ball" em Hollywood, Norma apareceu de vermelho num baile que se queria de candura e inocência branca. Ao que parece, um dos convidados comentou: "Who does Norma think she is? The house madam?"

O filme Jezebel foi considerado um Gone With the Wind a preto e branco. História sulista, personagem feminina de mau feitio mas grande personalidade, um amor não correspondido e a guerra civil valeram a comparação. Realizado apenas um ano antes, Jezebel foi também uma forma de compensar Bette Davis por não ter sido escolhida para interpretar... Scarlet O'Hara. Uma compensação que embora, com os anos, não tenha o peso histórico e cinematográfico de Scarlet, valeu a Bette um Oscar® para Melhor Actriz. Um Oscar® que seria comprado por Steven Spielberg num leilão em 2001, que depois o devolveu à Academia.

5 comentários:

Thanatos disse...

E não pretendendo inaugurar uma «guerrinha« aqui, eu até considero este superior ao "Gone...". Mais que não seja não abusa dos clichés racistas (se bem que na altura não fossem tão clichés...) e não tem o cara-de-pau do Gable. Só por isso já leva os meus pontos. ;-)

wasted blues disse...

Gosto dos dois em geral e do vestido 'vermelho' em particular ;)

Thanatos disse...

Tu também gostas de tudo desde que tenha já 50 anos em cima! :-D

wasted blues disse...

Ui... isso é muito relativo :P

Thanatos disse...

Já dizia Einstein.

E neste caso sabes que me referia aos filmes, óbvia e relativamente ;-)